quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Temas que eu NUNCA faço

Estamos na iminência do Halloween e eu vim aqui contar pra vocês uma coisa que sempre me questionam e  é um assunto que eu já fugi dele por bastante tempo.
Em primeiro lugar, quero dizer que não quero afrontar ninguém e muito menos discutir religião, ok? Só quero explicar pra vocês a minha posição a respeito desse assunto.
Pra quem quer saber de forma simples o motivo de eu não comemorar o Halloween, no vídeo abaixo, da Fabiana Bertotti, tem uma explicação sobre o assunto que eu acho bem pertinente.




Como todos os meus amigos e colegas sabem eu sou cristã evangélica há bastante tempo, 18 anos, e os amigos mais antigos, principalmente aqueles que não são evangélicos e que convivem comigo a mais anos, sabem que eu sou uma "crente chata" em alguns aspectos.
Sobre o Halloween, acredito que pelo vídeo já deu pra entender o motivo pelo qual eu não comemoro e não aceito encomendas relacionadas a ele.
Porém, existem outras coisas que eu não faço e por alguns motivos bem específicos.

  • Eu não faço santinhos, anjinhos, bonequinhos com tercinhos, etc. 
Aprendi pela Bíblia que não é correto cultuar, adorar imagens, ou ter altares de pessoas ou seres que possam abençoar, porque a Bíblia diz que devemos adorar somente a Deus. E a Ele nos achegamos pela oração, sem a necessidade de uma figura que O represente.
Eu respeito a crença das outras pessoas, não sou de ficar falando o que acho certo ou errado sem me perguntarem e nem sou de ficar debatendo religião. Já fiz muito isso, mas percebi que não fazia a menor diferença. Mas se alguém quiser saber e quiser perguntar mais, eu respondo numa boa. Agora, o fato de eu respeitar você como pessoa, não quer dizer que eu devo fazer algo somente por você, principalmente quando acredito que seja errado e vá contra os meus valores e princípios.

  • Cautela em relação a alguns personagens
Tem personagens que eu faço e eu até "acho que não tem nada a ver", mas fico preocupada. Isso talvez não tenha muito a ver com fé e religião, tem mais a ver com comportamento.
Alguns personagens ensinam coisas erradas, más, valores que não são adequados para a família. Quando no exercício das minhas atividades com crianças, eu recomendo que não assistam determinado tipo de desenho animado ou filme por serem violentos, como eu posso reproduzir aquilo para uma festa onde a criança vai se vestir e se sentir aquele personagem?
Eu acredito que os meus valores devem estar presentes também naquilo que eu faço. Por isso, nesses casos, eu avalio muito antes de fazer ou não um determinado personagem.

  • Temas de festas religiosas 
Está chegando  a época do Natal e eu fico um pouco receosa e até com dúvidas em relação a fazer ou não Papai Noel.
Algumas igrejas evangélicas concordam com o natal, outras não. Pois bem, pra mim, o Natal é mais uma festa de reunião com a família, por que eu devo celebrar Jesus todos os dias. Mas quem comemora a data com a importância que ela passou a ter, entende que devemos celebrar o nascimento de Jesus neste dia. Logo, a figura do Papai Noel ofusca esse brilho e essa importância. Por isso, eu acabo evitando de fazer. Esse tema tem bastante conteúdo e podemos falar sobre isso outro dia.
Além do Natal tem carnaval, festa junina, etc. Festas que eu evito me envolver pelo contexto e evito produzir produtos especificamente para essas festas.



Eu demorei bastante tempo pra tocar nesse assunto por não querer gerar polêmica, mas acredito na importância de falar sobre isso para que fique claro o motivo de eu recusar alguns orçamentos.
Assim como eu respeito você e procuro não denegrir a sua imagem com críticas desnecessárias, espero receber o mesmo carinho e respeito.
Eu me recordo de vezes que vi pessoas "crentes" fazendo coisas para festas que não comemoravam e com isso eu não concordo.
Eu tenho que ser o que eu sou na vida e no trabalho também.
Quero dizer com isso que se eu acredito que algo não é bom pra mim e não está em linha com o que eu creio e professo, eu não terei motivos pra fazer.

Quando eu começo o dia, eu abençoo meu trabalho e frequentemente consagro a Deus o trabalho das minhas mãos. Procuro pedir orientação a Ele do que fazer e do que não fazer.

Por mais carinho que eu tenha pelas minhas clientes, algumas coisas eu acabo recusando mesmo, por entender que se aquilo não é bom pra mim não será pra ninguém.


E se você quiser entender mais sobre isso, não hesite em perguntar, eu estarei aberta para expressar meu ponto de vista e posição a respeito dos assuntos mencionados acima, sem hostilizar ou ofender a posição de ninguém.

Eu costumo dizer que se algo é bom pra nós, temos que dizer pra todo mundo, porque também queremos que outras pessoas experimentem. E o melhor de mim é Jesus!

E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.
Atos 4:12

Agradeço seu carinho por ler até aqui e conte comigo sempre que precisar.
Deus te abençoe
Beijinhos da Tati


Nenhum comentário:

Postar um comentário